foi adicionado ao carrinho com sucesso.

Os gatos e sua participação na sociedade!

IMG_3036

IMG_3041

Basta olhar ao redor para perceber que cada vez mais a quantidade de gatinhos de estimação aumenta. Segundo pesquisa realizadada pela Hill’s Pet Nutrition , já há mais de 25 milhões de gatos e a projeção é de que, até 2020, o número de gatos ultrapasse 28 milhões nos lares.

A região Norte, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é a que tem maior população de gatos, com 22,7%, seguida do Nordeste com 23,6%, Sul com 19%, Centro-Oeste registrando 14,3% e por último Sudeste com 13,5%.

Com números tão expressivos como esses, é inevitável colocar em pauta:

Cuidados

Os gatos são animais simples de cuidar, mas alguns cuidados são importantes para garantir uma vida longa e saudável para esses bichinhos. Em primeiro lugar, deve-se procurar um médico-veterinário para vaciná-lo corretamente, adquirir informações e principalmente fazer uma avaliação do animal. Além disso, já nos primeiros anos de vida a nutrição correta dos gatinhos deve ser levada a sério e também como qualquer animal de estimação, o gato é mais independente, SIM, mas precisa de menos carinho, NÃO!

Aumento do número de abandonos

Com esse número elevado de gatos nos lares, adivinhem??? O número de abandonos também aumentou, pois infelizmente ainda existem diversas desculpas e falta de comprometimento no momento da decisão em ter um animal! Toda adoção deve ser responsável. Segundo um estudo realizado (affinity-petcare- 2010), os principais motivos de abandono de cachorros e gatos foram:

Ninhadas inesperadas (14%) – Por isso a CASTRAÇÃO É TÃO IMPORTANTE!

Mudança de casa (13,7%)

Fatores econômicos (13,2%)

Perda de interesse pelo animal (11,2%)

Comportamento problemático do animal de estimação (11%).

Alergia, nascimento de filho, gravidez x toxaplasmose, férias e morte dos proprietários estão entre os outros motivos que completam esses números!

NÃO PERCA NA PRÓXIMA POSTAGEM DO BLOG – OS MITOS E AS VERDADES SOBRE A TOXAPLASMOSE

Lembre-se…abandono é crime e DEVE ser denunciado!   Quando você escolhe ter um animal, você não adquiriu um brinquedo! Um gato pode durar até 20 anos e nesse tempo todo demandará muito amor e atenção! #adocaoresponsavel

IMG_3035

Preconceito

Estamos em 2017, num mundo globalizado, com acesso fácil a informação e ainda existe muito preconceito… os números de gatinhos de estimação nos fazem acreditar que o preconceito diminuiu MUITO nas últimas décadas, mas ainda existe muitos maus tratos, abandonos, quer seja por falta de caráter mas também em grande parte por desconhecimento.

Os motivos mais comuns e TOTALMENTE descabidos são:

– Gato Preto dá Azar (Pura lenda…tenha um pretinho, branquinho, amarelinho ou qualquer cor e a diversão e amor estarão garantidos)

– Gatos são interesseiros (ou traiçoeiros) – Não eles são muito interessantes, brincam, se divertem e faz os tutores se divertirem muito

Gatos transmitem asma – Falso. Asma felina é diferente da asma humana. Um não transmite para o outro. Pessoas que nunca conviveram com felinos também tendem a achar que o ronronar é um chiado do pulmão, indicando que eles possuem problemas respiratórios. Trata-se apenas de um barulho que fazem quando estão relaxados e felizes.

– Gatos gostam da casa e não do dono – Os felinos se mostram muito apegados ao ambiente físico, mas também ao dono. Após a morte do tutor, muitos entram em depressão e acabam até morrendo.

Entre outros… diversos motivos que fazem parte de um desconhecimento absurdo…por isso a melhor dica é: SE INFORME..INFORMAÇÃO É TUDO! Não espalhe crendices cheias de preconceito!

images

Como o mercado se comporta

Pense…quando você vai no Pet Shop, quantos corredores ou qual espaço está destinado para produtos de gatos? E agora… compare com os corredores destinados aos demais animais de estimação…parece que ainda não temos muita opção para os donos desses gatinhos tão queridos… e é para incentivar cada vez mais o desenvolvimento de produtos e a ampliação nessa área, que algumas estudantes apaixonadas por gatos e motivadas pelas histórias e dificuldades com seus bichanos criaram o Projeto MI.ZU

IMG_3042

Toda a inspiração do projeto MI.ZU surgiu, quando a Aryane, uma das idealizadoras do Mi.zu casou-se e mudou-se para o Espírito Santo. Lá ela e seu marido decidiram adotar a Catarina, uma gatinha companheira, curiosa e também bem bagunceira. Como trabalhavam o dia todo, a Catarina ficava sozinha em casa e então no final do dia eles queriam ficar o máximo de tempo com a bolinha de pelos. Mas também gostavam de fazer atividade física como caminhar no quarteirão,e daí surgiu a grande dificuldade: sair para passear com a Catarina.

IMG_3038

Na análise feita para o projeto, as meninas perceberam que o mercado pet tem uma carência de produtos para passear com felinos de forma segura e prazerosa para o animal, principalmente produtos que auxiliam no momento de laser como ir em parques, praças e também em realizar alguma atividade física ou transporte fácil para um veterinário. Os gatinhos possuem características totalmente diferentes: tanto na anatomia como também na personalidade e além disso, também sabemos que os gatos são animais independentes, e que em muitas vezes preferem não ter nenhum contato com o ambiente externo. Mas, o grande afeto que temos por eles nos instiga a querer passear com o nosso felino, sem correr o risco de estressá-los ou perdê-los no caminho. Com base nos fatos analisados, foram feitas pesquisas, observações e testes, até chegarem em um protótipo de um produto capaz de comportar gatos de médio e grande porte, com o máximo de conforto para ambos. O protótipo real deve ser feito com materiais almofadados e não tóxicos, além de uma tela de segurança, painéis de malha, orifícios de ventilação e almofada lavável. Esse produto ainda não existe para comercialização, mas representa mais uma ideia super criativa, inclusiva e que proporcionará uma revolução no relacionamento com nossos Pets.

Funciona como uma casinha em forma de mochila, com orifícios para a ventilação, segurança interna para fuga, é ergonomicamente correto, proporciona contato mais próximo com o corpo humano dando maior segurança e ajudando na interação com o gatinho ao longo da utilização (podendo ser usada nas costas ou na frente). O protótipo ainda está em fase final de desenvolvimento, mas já mostra as inovações na área e um mercado em expansão!


IMG_3048 IMG_3046 IMG_3049IMG_3050

 

 

 

 

E o nosso recado de hoje é… respeite os gatinhos e todos os animais, crie, inove, olhe para o mercado com outros olhos, dê espaço para essa companhia tão linda nos seus lares e ajude Projetos como o Castração Solidária a ajudar cada vez mais as populações carentes e seus animais de estimação.

É fácil, só clicar no nosso site em COMO AJUDAR e seguir as orientações, faça a sua parte, contribua!

#castracaosolidaria Lambeijos a todos!!!  IMG_3036    

Comments

comments